Nova Zelândia: visões católicas na jornada sinodal

Os bispos da Nova Zelândia dizem que todos os católicos serão ouvidos à medida que a jornada do sínodo avança

Da redação, com Vatican News

Em outubro deste ano, o Papa Francisco iniciará uma jornada sinodal de três anos distribuída em três fases (diocesana, continental, universal) de consultas e discernimento.

O Papa pediu a todas as dioceses católicas em todo o mundo que comecem a consultar os paroquianos a partir de 17 de outubro para obter as opiniões em nível local que os bispos levarão à XVI Assembleia do Sínodo dos Bispos em Roma em 2023.

Visões dos fiéis católicos

Com isso em mente, a Nova Zelândia está se preparando para o Sínodo dos Bispos, buscando as opiniões de todos os católicos do país.
Em um comunicado, o cardeal John Dew, presidente da Conferência dos Bispos Católicos da Nova Zelândia (NZCBC), disse que cada uma das seis dioceses do país foi solicitada a consultar os paroquianos sobre assuntos ainda a serem anunciados e considerados na assembleia.

“O Santo Padre quer ouvir as vozes de todos os batizados”, observou o cardeal Dew, arcebispo de Wellington. “Ele acredita que é chegado o momento de uma participação mais ampla do povo de Deus em um processo de tomada de decisões que afeta toda a Igreja e todos nela”.

Pós-consulta

O cardeal disse que cada bispo nomeará representantes para conduzir as consultas em suas dioceses. “Depois desta consulta, os bispos da Nova Zelândia se reunirão no início do ano que vem para ouvir o que o Espírito inspirou nas igrejas que nos foram confiadas.”

Após a reunião, a Conferência Episcopal preparará um relatório para a Federação das Conferências Episcopais Católicas da Oceania.

Este órgão regional e outros semelhantes em todo o mundo irão então redigir documentos que irão para o escritório do Sínodo em Roma para ajudar a preparar o documento de trabalho da assembleia.

A declaração observa que “Assembléias regulares do Sínodo dos Bispos foram realizadas em Roma desde que o Papa Paulo VI as criou em 1965 após o Concílio Vaticano II”.

A assembleia regular mais recente foi Jovens, Fé e Discernimento Vocacional em 2018, que produziu a Exortação Apostólica Christus Vivit. Seguiu-se a assembleia especial da Amazônia em 2019, que resultou na exortação Querida Amazônia.

A próxima assembleia regular, intitulada Por uma Igreja Sinodal: Comunhão, Participação e Missão, está agendada para outubro de 2023.

“O Papa Francisco tem frequentemente chamado os bispos, padres e pessoas a caminharem juntos em uma missão comum da Igreja”, disse o Cardeal Dew. “Ele acredita que é fundamental ouvir o Povo de Deus, o que significa ir às igrejas locais para ouvir o que eles dizem”.

O cardeal Dew acrescentou que os detalhes da consulta – incluindo os assuntos a serem discutidos durante ela – serão colocados à disposição das dioceses assim que forem anunciados em Roma.

O post Nova Zelândia: visões católicas na jornada sinodal apareceu primeiro em Notícias.

Fonte: Canção Nova
Data: Fri, 04 Jun 2021 19:04:05 +0000

Open chat