Mutirão de Comunicação 2021 começa nesta sexta-feira

Coordenador do evento, padre Tiago Síbula, comenta tema e importância da comunicação para a Igreja

Julia Beck
Da redação

mutirão comunicaçao divulgação Mutirão de Comunicação 2021 começa nesta sexta-feira

Foto: Divulgação

Começa nesta sexta-feira, 23, o Mutirão de Comunicação (Muticom) 2021. O evento gratuito, que será realizado 100% on-line, reúne comunicadores das mais diversas esferas.

Este ano, o Muticom tem como tema central: “Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas”. Serão abordadas importantes pautas como a comunicação integral, as fake news, a era do on-line, a ecologia, a desigualdade e até mesmo a Fratelli Tutti, encíclica do Papa Francisco sobre a fraternidade e amizade social.

O assessor da Comissão Pastoral para a Comunicação da Conferência Nacional do Bispos do Brasil (CNBB) e coordenador do Muticom, padre Tiago Síbula, comenta a escolha do tema e a relevância dos demais assuntos para a atualidade.

Segundo o sacerdote, os assuntos têm como objetivo contribuir, a partir da comunicação e de seu importante papel na Igreja e na sociedade, sobre a necessidade de uma comunicação integral.

“Iniciamos a partir do questionamento: Qual a realidade que vivemos hoje? Por meio do diálogo com o grupo de reflexão sobre comunicação da CNBB (GRECOM), compreendemos que vivemos a era da comunicação fragmentada, individualista e, por vezes, hedonista”, alerta.

O tema central, explica o presbítero, visa refletir sobre a integralidade da comunicação e suas consequências na vida da sociedade e da Igreja.

Desafios do formato on-line

A opção pelo on-line foi uma consequência da pandemia da Covid-19 e da necessidade de garantir a segurança dos participantes.

O desenvolvimento do evento neste formato, revela padre Tiago, apresentou muito desafios. Contudo, o sacerdote destaca que a comissão organizadora tinha um objetivo: alcançar o maior número possível de pessoas, dentro e fora da Igreja, mas sobretudo os que se dedicam a pensar e executar a comunicação eclesial.

Leia também
.: Muticom terá tradutores e intérpretes de libras nas transmissões

“Com a pandemia, as tecnologias desenvolveram-se muito rápido. Por isso, conforme nos organizávamos surgiam novas tecnologias e, consequentemente, novas experiências”, reflete.

Diante de tantas possibilidades e do orçamento previsto, o presbítero afirma que a pergunta que ressoava constantemente à comissão organizadora era: como escolher as tecnologias que pudessem chegar a todos, partindo dos últimos?

“Com a graça de Deus e iluminados por seu Espírito, a comissão soube discernir, ponderar e escolher um caminho que, acreditamos, chegará a um grande número de pessoas”.

A Igreja e a comunicação

A crise sanitária interferiu não somente no formato do Muticom 2021, mas também na relação entre a Igreja e a comunicação. A potencialização das tecnologias, antes inacessíveis ou ainda em desenvolvimento, trouxe à tona a necessidade de reflexão sobre o tema.

Pe. Tiago Síbula Comissão para a Comunicação CNBB arquivo pessoal Mutirão de Comunicação 2021 começa nesta sexta-feira

Padre Tiago Síbula /Foto: Arquivo Pessoal

“A Igreja, inserida na história, sempre buscou adaptar-se às novas tecnologias”, comenta. Desta forma, o coordenador do evento revela que, desta vez, não foi diferente.

“Com o auxílio de técnicos que vivenciam a fé nas comunidades e evangelizam por meio de suas profissões, coube-nos acolher, compreender e seguir na utilização do que há de mais moderno no dia a dia dos que utilizam da comunicação para evangelizar”. 

Sobre a importância da Igreja Católica provocar debates no campo da comunicação, o presbítero reforça que instituição religiosa busca, a luz de seu fundador Jesus Cristo, a verdade (Jo 8,32).

O diálogo propõe eliminar os muros e construir pontes capazes de iluminar sua missão, ou seja, evangelizar, ressalta o sacerdote. Ainda de acordo com padre Tiago, é importante comentar o significado do “ser cristão”.

Ser cristão, esclarece o presbítero, significa iluminar; lançar luzes sobre o que está escuro ou, por vezes, não muito nítido, de modo que a inteligência e, por meio dela, nossos atos, reflitam o que professamos.

“Portanto, fé e vida, inseridas na história, com suas luzes e sombras, esperanças e desafios, tornam-se ‘fermento na massa’ (Mt 13,33), capazes de contribuir na instauração do Reino de Deus.  A comunicação, neste sentido, é fundamental para promoção dos valores do Evangelho. Ai de mim se eu não evangelizar (1 Cor 9,16)”, conclui.

Origem do Muticom

Desde 1998, a CNBB promove os chamados Mutirões Brasileiros de Comunicação. Eles surgiram em continuidade aos Congressos Brasileiros de Comunicação Social, promovidos pela União Cristã Brasileira de Comunicação – UCBC, iniciados entre 1970 e final da década de 1990.

O que caracteriza os Mutirões é seu objetivo específico, voltado a refletir sobre os caminhos e as perspectivas das relações entre a Igreja Católica, a sociedade brasileira e a cultura contemporânea no campo da Comunicação.

Programação

Confira a programação, disponível para quem se inscreveu no evento. Foram mais de cinco mil inscritos. 

23 de julho

16h45 – Abertura da sala e início da transmissão
17h – Espiritualidade
17h30 – Solenidade de abertura
18h – Palestra magna – Por uma comunicação integral: o humano nos novos ecossistemas (Prof. Dr. Massimo di Felice | ECA – USP)
19h – Apresentação cultural
19h15 – Conferência 1 – Comunicação para a paz em tempos de fake news e ultraconservadorismo (Prof. Dra. Magali Cunha)
20h – Reflexões e Diálogos
20h30- Lançamentos
21h – Bênção da noite

24 de julho

8h30 – Abertura da sala
8h45 – Espiritualidade
9h – Conferência 2 – Era do on-life: real e virtual se (com)fundem. Também na Igreja? (Prof. Dr. Moisés Sbardelotto)
9h45 – Apresentação cultural
10h – Conferência 3 – Retomar as rédeas do mundo: o humano-cristão nos novos ecossistemas à luz da Fratelli Tutti (Prof. Dr. Norval Baitello Júnior | PUC-SP) 
10h45 – Reflexões e Diálogos
11h15 – Mesa Redonda – Ecologia das mídias e nas mídias católicas (Prof. Dra. Adriana Braga | PUC-Rio e Prof. Dr. Jorge Miklos | UNIP) 
12h – Intervalo
13h30 – Conferência 4 – Comunicação para o bem viver em tempo de máxima desigualdade (Prof. Dra. Viviane Mosé) 
14h15 – Apresentação cultural
14h30 – Conferência 5 – Utopias do mundo integral (Prof. Dr. Carlos Ferraro | Presidente de Signis ALC  – Argentina) 
15h15 – Reflexões e Diálogos
16h – Intervalo
16h10 – Conferência 6 – Comunicação integral: influenciadores ou influenciados? (Prof. Dra. Elizabeth Saad | ECA – USP)
17h – Show
18h – Missa transmitida pelas TVs e rádios católicas

O post Mutirão de Comunicação 2021 começa nesta sexta-feira apareceu primeiro em Notícias.

Fonte: Canção Nova
Data: Fri, 23 Jul 2021 10:32:23 +0000

Open chat