Mês Vocacional é oportunidade de experiência de encontro com Jesus

Padre explica tema e lema do Mês Vocacional; seminarista conta processo de discernimento de sua vocação para o ministério ordenado

Julia Beck
Da redação

vocação jovens igreja Igor Rodrigues Unsplash Mês Vocacional é oportunidade de experiência de encontro com Jesus

Desejo da Igreja é que Mês Vocacional proporcione a homens e mulheres um encontro com Deus/Foto: Igor Rodrigues via Unsplash

“O nosso desejo é que cada pessoa faça a experiência de encontro com Jesus Cristo”. É o que afirma o assessor da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre João Candido da Silva Neto. Ele comenta sobre o início do Mês Vocacional 2021.

O período que a Igreja no Brasil dedica para as vocações se estende durante todo mês de agosto. A abertura acontece neste sábado, 31, às 17h, com a oração do terço vocacional. O momento será transmitido pelas redes sociais da CNBB.

Tema

“Cristo nos salva e nos envia” é o tema do Mês Vocacional deste ano. Padre João conta que a escolha foi inspirada na Exortação Pós-Sinodal Christus Vivit, do Papa Francisco.

O sacerdote recorda que, depois de ter realizado o Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, em 2018, o Papa escreveu esta exortação. Nela, ele trata sobre um grande anúncio que deve ser feito, especialmente aos jovens.

Leia também
.: Sínodo dos Bispos: uma Igreja com os jovens e pelos jovens

“Este grande anúncio contém algumas verdades: Deus te ama, Cristo te salva, Ele vive, o Espírito dá a vida. Em 2020, refletimos sobre o amor de Deus. Para este ano de 2021, queremos refletir sobre esta outra grande verdade: Cristo te salva”.

padre João Candido da Silva Neto assessor cnbb arquivo pessoal Mês Vocacional é oportunidade de experiência de encontro com Jesus

Padre João Candido da Silva Neto /Foto: Arquivo Pessoal

Para o assessor da CNBB, é importante que homens e mulheres saibam que através do amor, Jesus liberta de todo mal, perdoa os pecados e dá a salvação. “Ele nos salva por amor e nos envia para amar os outros como Ele mesmo ama”, complementa.

A vocação, prossegue o presbítero, nasce desta experiência de se sentir amado e salvo por Jesus. Ele, que nos chama, também nos envia como testemunhas do seu amor para todos, afirma.

Lema

O lema escolhido para o Mês Vocacional deste ano é do Evangelho de São João (5,24). No texto bíblico, Jesus diz: “Quem escuta a minha palavra possui a vida eterna”.

Padre João pontua que possuir a vida eterna significa entrar na vida de Deus. “É receber a vida verdadeira e, assim, encontrar o verdadeiro sentido da nossa existência, da nossa própria vida”, destaca.

Mas, para ter a vida de Jesus em nós, frisa o sacerdote, é preciso escutar a Sua Palavra. “A Palavra de Deus é palavra de vida eterna, é palavra da salvação, é luz do nosso caminho”. O assessor da CNBB ressalta que através da Palavra encontramos nossa vocação e missão.

“Escutando a Palavra de Jesus, cada pessoa vai escutando o Seu chamado, descobrindo sua vocação, discernindo sua missão, vai aprendendo a fazer a vontade de Deus em sua vida. A Palavra de Deus está na origem, no centro e no horizonte de toda vocação”.

Chamado ao ministério ordenado

Foi durante seus anos como acólito, escutando a Palavra de Deus e servindo nas celebrações eucarísticas, que o seminarista da Diocese de Lorena, Lucas Martins Fonseca de Vasconcelos, de 25 anos, discerniu sua vocação ao ministério ordenado. 

A vocação dos ministros ordenados (diáconos, padres e bispos) é celebrada no primeiro domingo do Mês Vocacional. Padre João frisa que esta vocação é muito importante para a Igreja. Estes ministros são ordenados para agir em nome de Jesus, o bom Pastor.

“Eles têm a missão especial de anunciar o Evangelho, celebrar os Sacramentos e de servir a comunidade”, comenta o sacerdote.

Lucas reflete que a partir da celebração dos Sacramentos, em especial do Sacramento da Eucaristia, é possível obter a graça necessária para a nossa salvação. “E o sacerdócio católico vive dos Sacramentos e da oração”, sublinha.

Perseverança

Padre João ressalta que ser padre é um chamado de Jesus para viver a amizade com Ele e para doar a vida a serviço dos outros. “Se algum jovem sente este chamado, deve perseverar na oração, participar da vida da comunidade de sua Paróquia e buscar um acompanhamento vocacional”.

seminarista Lucas Martins Fonseca arquivo pessoal Mês Vocacional é oportunidade de experiência de encontro com Jesus

Seminarista Lucas Martins Fonseca /Foto: Arquivo Pessoal

Leitura espiritual, a oração do santo terço, vivência pastoral com o povo de Deus e o cultivo da amizade com os irmãos de seminário são os passos que Lucas tem dado em direção ao sacramento da ordem. O jovem está em seu primeiro ano do curso de Teologia e no Seminário Diocesano desde 2017.

Para o seminarista, estas ações são indispensáveis para continuar animado na vocação ao sacerdócio, pois elas são combustíveis para a perseverança no serviço da Santa Igreja.

Vocação

“Quando nos descobrimos seres importantes para Jesus Cristo, nós nos sentimos chamados a doar a nossa vida à Sua causa e também a não medirmos esforços para ganhar os céus”, partilha Lucas.

A vocação faz parte desta questão fundamental, prossegue o seminarista, pois a felicidade que será experimentada no céu, começa com a escolha acertada da vocação, seja ao sacerdócio, ao matrimônio ou à vida religiosa.

Leia mais:
.:Nossa primeira vocação é amar
.:Qual é a realidade da juventude e da vocação na sociedade?

O processo de escuta, reforça o jovem, assim como a obediência a Deus é chave fundamental para a descoberta da vocação. Ao descobrir qual o seu papel como pessoa única neste mundo é possível abraçar de bom grado o presente que Deus dá a cada um, que é a vocação, opina.

Atividades para o Mês Vocacional

O assessor da CNBB explica que a conferência, através da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, tem a tarefa de oferecer o tema, o lema e algum subsídio para o mês vocacional.

Além disso, a missão da CNBB é motivar, principalmente os regionais e as Dioceses, para que possam planejar as mais diversas atividades de acordo com a realidade de cada um.

Assim como nos outros anos, a Comissão da CNBB preparou para este ano um subsídio: Hora Vocacional. Este livro, de acordo com padre João, contém várias celebrações e encontros sobre o tema deste ano.

“Temos celebrações próprias para os jovens, para os catequistas, para as famílias, para os cristãos leigos e leigas em geral, para os religiosos e religiosas, para a vida consagrada, para os padres. Enfim, temos celebrações para todas as comunidades”, revela.

Este material pode ser usado também em outros meses do ano. Nele consta Vigília Eucarística, Terço Vocacional, Leitura Orante da Bíblia, Roda de Conversa. O subsídio Hora Vocacional pode ser encontrado através do site da Edições CNBB.

O post Mês Vocacional é oportunidade de experiência de encontro com Jesus apareceu primeiro em Notícias.

Fonte: Canção Nova
Data: Fri, 30 Jul 2021 10:51:28 +0000

Open chat