Arquidiocese de Palmas abrirá Jubileu de Prata na próxima segunda

Abertura oficial da comemoração pelos 25 anos da arquidiocese de Palmas será na segunda-feira, 31

Jéssica Marçal
Da Redação

ano jubilar arquidiocese de palmas Arquidiocese de Palmas abrirá Jubileu de Prata na próxima segunda

Banner comemorativo do Jubileu de Prata / Foto: Arquidiocese de Palmas

A arquidiocese “mais jovem” do Brasil está completando 25 anos em 2021. O Ano Jubilar da arquidiocese de Palmas será oficialmente aberto na próxima segunda-feira, 31, e segue até 31 de maio de 2022. Ao longo do ano, uma série de programações, com destaque para a Capelinha Jubilar Missionária que sairá para as paróquias com viés missionário.

A abertura oficial será com a Santa Missa na Catedral de Palmas às 19h. Mas a comemoração começou já há algum tempo. “Preparar e celebrar a festa de aniversário de um ente vivo, com é uma Igreja, requer os mesmos cuidados de quando preparamos e celebramos a festa de aniversário de cada um de nós. Afinal, a Igreja são as pessoas, somos nós”, afirma o arcebispo local, Dom Pedro Brito Guimarães. 

Ele explica que, há três anos, a arquidiocese se prepara para esta Festa Jubilar: 2019 foi no Ano Missionário e 2020, o Ano Vocacional. Agora, esse período até 2022 será o Ano Jubilar, que tem três destaques: Jubileu “Laudato Si”, de louvor e de ação de graças; Jubileu “Querida Amazônia”, que traz os sonhos sociais, ecológico, culturais e eclesiais; e o Jubileu Fratelli Tutti, somos todos irmãos.

dom pedro arquidiocese de palmas Arquidiocese de Palmas abrirá Jubileu de Prata na próxima segunda

Dom Pedro Brito Guimarães / Foto: Arquidiocese de Palmas

O Jubileu começa em cenário de pandemia, mas não se deve desanimar. Dom Pedro afirma que a pandemia chegou na hora errada, “colocou-nos de joelhos”, “mudou nossas agendas”. Porém, exigiu criatividade, audácia e ousadia. “Mais do que impor limites, a pandemia fechou portas, mas abriu janelas, apresentou-nos oportunidades e exigiu de nós revigoramentos do nosso vigor e do nosso empenho apostólicos, espirituais e missionários”.

Animação pastoral

Antecedendo a abertura do Jubileu, já foram realizadas este ano algumas ações. Uma delas foi o lançamento da Escola Arquidiocesana de Formação. O objetivo é oferecer uma formação completa para os fiéis da Igreja, como um curso livre, na modalidade de Ensino à Distância (EAD).

Além disso, o plantio de uma “árvore jubilar” em cada paróquia da arquidiocese, entre outras ações para engajar os fiéis nessa comemoração. A programação privilegia a fé, a cultura, a história, e toca também áreas como o esporte, música e ecologia. Procurou-se destacar também os pioneiros, pessoas que se destacaram no início da presença da Igreja em Palmas.

“Propomos muitas ações para chegar ao coração das pessoas. Não sabemos se chegamos (…) Confeccionamos a logomarca, o banner, o hino. Datamos os eventos. E disponibilizamos tudo isto nas nossas redes sociais”, ressalta Dom Pedro.

Uma Igreja jovem e com os jovens

Segundo Dom Pedro, a arquidiocese de Palmas ainda é a mais jovem das arquidioceses do Brasil. “Muitas outras foram criadas depois disso, mas já existiam, enquanto cidades, igrejas e dioceses. Com Palmas aconteceu exatamente o inverso: é capital do Estado do Tocantins, e foi criada, do zero, para ser a sua Capital. E foi criada Arquidiocese, sem passar por outras denominações, tais como prelazia, diocese, etc”.

Acesse
.: Conheça a história completa da fundação da arquidiocese de Palmas 

O arcebispo frisa o fato de que a arquidiocese está no coração do Brasil e o calor de Palmas é o calor de um coração vibrante e palpitante. Ele lembra que Palmas nasceu de uma missão e tem que continuar sendo uma Igreja em saída missionária.

“Hoje, Palmas precisa de nova missão para salvar a fé católica. Hoje, o secularismo, a polarização, a politização, o negacionismo e o conservadorismo, em extremos, são muito fortes nesta nossa região. Nestes e em outros pontos, temos muito o que avançar”.

Pensando no caminhar da Igreja local, o bispo enfoca a participação dos jovens. E isso tendo em vista a juventude e a jovialidade de Palmas. E brinca: “Velho é somente eu. E o mons. Rui também. O restante, a Igreja e os padres são todos novos. Por ironia do destino, é um velho motivando jovens para entrarem nesta ciranda jovem e não perder o entusiasmo, o elã, a coragem e o olhar para novos horizontes”. Ele cita, nesse contexto, o próprio Papa Francisco, “outro velhinho ditando o ritmo da Igreja”.

Ações sociais: Projeto de Energia Fotovoltaica

A programação do Jubileu inclui também ações com viés social. Dom Pedro destaca o Projeto de Energia Fotovoltaica, para todo o território da arquidiocese. Seis paróquias da arquidiocese receberam estações de captação de energia solar, que vão gerar, em média, 37.000 KWh/mês de energia. O excedente do que for gerado será distribuído entre outras unidades consumidoras.

Segundo o arcebispo, o projeto tem uma dimensão social, mas também econômica e ecológica. Isso porque irá baratear a conta de energia – cara nesta região de calor – e por ser um sistema de energia renovável e limpa.

“Finalizo afirmando que o legado deste nosso Jubileu será o “Consolo do Espírito”. Consolar significa dar colo, abraçar, guiar e ajudar as pessoas que mais precisam, por meio das obras de misericórdias corporais e espirituais. A Capelinha Jubilar Missionária sairá para as paróquias com esta proposta e com esta missão”.

O post Arquidiocese de Palmas abrirá Jubileu de Prata na próxima segunda apareceu primeiro em Notícias.

Fonte: Canção Nova
Data: Fri, 28 May 2021 10:19:21 +0000