Liturgia – 29-05-2021

LEITURA DO DIA

Leitura do Livro do Eclesiástico (Eclo 51,17-27)

Quero dar-te graças e louvar-te, e bendirei o nome do Senhor. Na minha juventude, antes de andar errante, procurei abertamente a sabedoria em minhas orações; diante do santuário eu suplicava por ela, e até o fim vou procurá-la; ela floresceu, como a uva temporã. Meu coração nela pôs sua alegria; meu pé andou por um caminho reto, e desde a juventude segui suas pegadas. lnclinei um pouco o ouvido e a acolhi, e encontrei para mim abundante instrução, e por meio dela fiz grandes progressos: por isso glorifico a quem me dá a sabedoria. Porque resolvi pô-la em prática, procurei o bem e não serei confundido. Minha alma aprendeu com ela a ser valente e na prática da Lei procurei ser cuidadoso. Levantei minhas mãos para o alto e me arrependi por tê-la ignorado. Para ela orientei a minha alma e na minha purificação a encontrei.


EVANGELHO DO DIA

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos (Mc 11,27-33)

Naquele tempo, Jesus e os discípulos foram de novo a Jerusalém. Enquanto Jesus estava andando no Templo, os sumos sacerdotes, os mestres da Lei e os anciãos aproximaram-se dele e perguntaram: “Com que autoridade fazes essas coisas? Quem te deu autoridade para fazer isso?” Jesus respondeu: “Vou fazer-vos uma só pergunta. Se me responderdes, eu vos direi com que autoridade faço isso. O batismo de João vinha do céu ou dos homens? Respondei-me”. Eles discutiam entre si: “Se respondermos que vinha do céu, ele vai dizer: ‘Por que não acreditastes em João?’ Devemos então dizer que vinha dos homens?” Mas eles tinham medo da multidão, porque todos, de fato, tinham João na qualidade de profeta. Então eles responderam a Jesus: “Não sabemos”. E Jesus disse: “Pois eu também não vos digo com que autoridade faço essas coisas”.


PALAVRA DO SANTO PADRE

Não foi só Pilatos que se lavou as mãos; estes também lavam suas mãos: “Não sabemos”. Não entrar na história dos homens, não se envolver em problemas, não lutar para fazer o bem, não lutar para curar tantas pessoas necessitadas… É melhor não. Não vamos nos sujar. (…) Quantas vezes ouvimos cristãos mesquinho diante de uma pessoa que pede esmola e não lhe dá: “Não, não, eu não dou porque depois essas pessoas se embriagam”. Lavam-se as mãos. (…) E o que aconteceria se o Senhor lavasse suas mãos de nós? Pobres de nós… (Homilia Santa Marta 16 de dezembro de 2019)

Open chat